gallery/567
gallery/567
gallery/567

(48) 9111-5528

gallery/sobre
gallery/phone-802177_640

coachmarieli@gmail.com

 

"Sombra" Encontre sua, o que você vê ?

 

O desenvolvimento do processo de individuação começa em geral com a tomada de consciência da Sombra, isto é, de uma componente da personalidade que, ordinariamente apresenta sintomas negativos. Nesta personalidade inferior está contido aquilo que não se enquadra ou não se ajusta sempre às leis e regras da vida consciente.

Ela é constituída pela desobediência e por isso rejeitada não só por motivos de ordem moral, mas também por razões de conveniência.

 

gallery/danand~1

 

As várias maneiras de lidar com a Sombra
Vários são os recursos ou expedientes que o Ego utiliza para não se confrontar com a Sombra. São os mecanismos de defesa inconscientes, como a Projeção, a Negação e a Repressão, que atuam mantendo os conteúdos da Sombra dissociados da consciência.
A "Projeção", é extremamente atraente para o Ego. Por meio dela, descobrimos onde está o mal que nos aflige: fora, no outro! É sempre o chefe, a namorada (o), o pai ou a mãe, o sistema, a economia ou o governo o responsável por nossos males.
A "Negação" é um mecanismo mais arcaico, sem nenhuma elaboração. É usado, por exemplo, pela criança pequena: basta fechar os olhos para afastar o bicho papão ou qualquer outro monstro ou fantasma ameaçador. Faz parecer que a ameaça não mais existe. Simplesmente nega-se a existência do problema.
A "Repressão" funciona como um porteiro que só deixa passar convidados portadores de senha. Esse mecanismo de defesa expulsa da consciência aquilo que não lhe convém, mantendo os conteúdos excluídos do inconsciente.
Após várias tentativas de excluir os conteúdos da Sombra, tais estratégias defensivas podem começar a falhar, e a pessoa vê-se obrigada a perceber que o custo para mantê-los afastados da consciência é elevado. Surgem, então, sentimentos de culpa, ansiedade ou depressão, além da manifestação de uma série de sintomas corporais.
Entretanto, despir-se da roupagem e da máscara protetora da Persona para olhar cruamente no espelho o homem primitivo que há dentro de nós implica um ato de coragem. Por essa razão, confrontar a Sombra e torná-la consciente requer um considerável esforço moral.
Ao ser confrontada, a Sombra diminui seu poder e seu tamanho e pode tornar-se uma força positiva, um aliado. Ou seja, nossa Sombra pode tornar-se um bom inimigo, aquele que nos desperta para o nosso lado obscuro, possibilitando-nos aprender com nossos erros. Como disse Goethe, “nossos amigos nos mostram o que podemos fazer, nossos inimigos nos ensinam o que devemos fazer.” (Grinberg, Jung – O Homem Criativo).